OAS e outras empresas que merecem atenção

Se fôssemos brasileiros de memória, daqui a alguns anos, bem podíamos lembrar da postura de empresas como esta, mesmo que mudem de nome, ou que quem as preside e direciona, estejam em outras empresas, para que esse tipo de postura não fosse apagada nunca, pois deveria ser uma tatuagem na testa desses FDP. Mas é claro que isso é uma visão burguesa, que eu tenho aqui do meu helicóptero e ainda mais quando é publicada na Veja, putz, não tem credibilidade né? Antes fosse noticiado no Ratinho, ou no Alerta da Record (é esse o nome deles?), aí sim seria de credibilidade!

Publicado na Veja:

Parada na blitz de Sergio Moro, OAS se recusa a fazer o teste do bafômetro. Juiz investigará por outros meios.

Sergio Moro parou a OAS na blitz da Operação Lava Jato.

O juiz federal mandou a empreiteira entregar todos as cópias de documentos relativos aos pagamentos de R$ 2,9 milhões a José Dirceu.

Recém-saída da festinha da Petrobras, a OAS recusou-se a obedecer Moro, “tendo em vista a atitude pretérita desse douto juízo de determinar a apresentação delas e as utilizar para decretação injusta de prisão de particulares”.

 

Leia na íntegra:  http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/2015/05/14/parada-na-blitz-de-sergio-moro-oas-se-recusa-a-fazer-o-teste-do-bafometro-juiz-investigara-por-outros-meios/