José Saramago e a ilha…

Gosto de pontos de vistas diferentes

 Escape into reality (What does a painting think?)

Escape into reality (What does a painting think?)

Gosto de olhares à distância, que revelam coisas maiores, que de perto parecem nem tão interessantes, mas de longe são grandes montanhas com picos de gelo. Sempre procurei ver os problemas assim: de longe, isso facilita que vejamos quais são as rotas alternativas para sair daquele percalço. Mas tenho me fortalecido ultimamente com algo que antes eu não visualizava como tão importante quanto realmente é. Descobri que a companhia de pessoas que realmente se preocupam conosco, é primordial.

É, eu me casei e fiquei mais sensível com a questão da companhia, mesmo já dando importância a isso antes. Mas o companheirismo é algo fundamental mesmo para termos equilíbrio e força.

Ontem eu li a frase abaixo, no Facebook de um amigo, e hoje escrevi algo meu, sobre os monstros que precisamos encarar e resolvê-los; que gostei do que escrevi e vim compartilhar com vocês, referia-me justamente a questão de poder contar com o companheirismo de alguém:

“Com o tempo vamos identificando esses monstros mesmo, e os resolvemos… Mas a boa notícia é que estamos juntos, e se em algum momento for preciso, eu carrego você no colo, e você segura a lanterna.”

Boa semana! Ame mais, pense mais, sinta mais, exponha-se mais.

“É necessário sair da ilha para ver a ilha, não nos vemos se não saímos de nós.” (José Saramago)

E a bela composição de escultura e pintura à óleo que ilustra esse post é do Michal Trpak, que é sensacional, vale o clique: http://www.michaltrpak.com/

Michal Trpák - Saramago - Ilha

Michal Trpák – Escape into reality (What does a painting think?)

Decoradora de casamento SP